residencial1.png

Notícias

Combustível será utilizado para as principais atividades do dia a dia em mais 30 apartamentos

 

Em busca de economia e praticidade mais dois edifícios residenciais fecharam contrato com a Compagas na última semana. Os empreendimentos estão localizados nos bairros Vila Izabel e Juvevê, na capital paranaense. No total, mais 31 unidades domiciliares contarão com as vantagens do combustível canalizado nas principais atividades do dia a dia.

O engenheiro Theodoros Panagiotis Marcopoulos é o novo diretor técnico-comercial da Companhia Paranaense de Gás (Compagas). Ele assume o cargo a partir do dia 1º de fevereiro no lugar do também engenheiro José Roberto Gomes Paes Leme.

No total, mais 90 apartamentos contarão com o gás natural para as principais atividades do dia a dia

 

O ano mal começou e a Compagas já registra novos contratos no segmento residencial. O setor alcançou crescimento de 14% em número de clientes em 2016 e em 2017 deve continuar em ascensão. Nas últimas semanas, mais quatro empreendimentos residenciais de Curitiba fecharam contrato com a Companhia para uso do gás natural e somam mais de 90 apartamentos.

Estabelecimento era abastecido por meio do GNC desde 2011; volume médio de comercialização do GNV é de 2 mil m³/dia

 

O Posto Jardim Botânico, localizado em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), foi ligado à rede distribuição de gás natural da Compagas na primeira quinzena do mês de janeiro. O estabelecimento era, desde 2011 até então, atendido pelo sistema de Gás Natural Comprimido (GNC) - carretas da Neogás faziam o transporte do combustível até o posto -  e por isso, a comercialização do Gás Natural Veicular (GNV) já registra uma média local de 2 mil m³ por dia.

Localizado na Região Metropolitana de Curitiba, em Campina Grande do Sul, o Hospital é referência no país em transplantes pelo sistema público de saúde

Foto: Divulgação

 

A Compagas iniciou o fornecimento de gás natural ao seu primeiro cliente comercial do município de Campina Grande do Sul. O Hospital Angelina Caron, referência em transplantes no país pelo sistema público de saúde e responsável pelo maior volume de cirurgias cardíacas do Paraná, iniciou o uso do combustível canalizado para a cocção dos alimentos (nos fogões), nos aquecedores para aquecimento de água e em todos os serviços de sua lavanderia.

Compartilhar