sobre_gn_1.png

Notícias

Objetivo da Companhia é atender mais indústrias na região

 

A Região Norte do Paraná responde pelo segundo maior PIB (Produto Interno Bruto) Industrial do Estado*, gerando cerca de 25% do total de empregos industriais, dados que ficam atrás apenas da Região Metropolitana de Curitiba. Além disso, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é grande o potencial de consumo de gás natural na região. De olho neste mercado, a Companhia Paranaense de Gás - Compagas iniciou uma ação estratégica com o objetivo de ampliar sua atuação na região.

"A primeira fase deste trabalho contempla um levantamento sobre o potencial energético dos maiores municípios do Norte paranaense considerando a localização dos consumidores, os combustíveis utilizados e sua competitividade frente ao gás natural, para avaliarmos qual a demanda a fim de ampliar a atuação da Companhia", explica Rafael Lamastra, diretor-presidente da Compagas.

 

Diretores das cinco concessionárias de distribuição de gás natural canalizado que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e que são atendidas pelo GASBOL reuniram-se quarta-feira (3/4), em Campinas (SP), para analisar preliminarmente as propostas recebidas na Chamada Pública para aquisição de gás natural. O prazo de entrega das propostas terminou no dia 29 de março e foram recebidas 51 propostas, de 15 empresas diferentes, fato que surpreendeu positivamente os executivos.

Dentre as empresas que apresentaram propostas estão seis players globais, três comercializadoras, três de gás de síntese/renovável e três de GNL small scale. A previsão de conclusão desta etapa de verificação da aderência/conformidade das propostas ao edital é final de abril. A segunda etapa tratará do nivelamento das propostas e da solicitação de eventuais informações complementares, o que tem prazo estimado de 90 dias para ser finalizada. A terceira etapa já é a fase de negociação individual de cada distribuidora com as empresas, já que a chamada é coordenada pelas distribuidoras, mas os contratos são individuais e baseados nas necessidades de cada companhia.

Participaram da reunião, Antonio Rafael Cereser Pezzella, diretor-presidente da Sulgás, Rafael Lamastra Junior, diretor-presidente da Compagas, Walter Fernando Piazza Junior, diretor presidente da GasBrasiliano, Bernardo Celestino Prates, diretor técnico e comercial da MSGas e Rafael Rodrigo Longo, diretor técnico-comercial da SCGás.

 

Diretores das cinco concessionárias de distribuição de gás natural canalizado que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e que são atendidas pelo GASBOL reúnem-se nesta quarta-feira (3/4), em Campinas (SP), para a análise preliminar das propostas recebidas na Chamada Pública para aquisição de gás natural. O prazo de entrega das propostas terminou no dia 29 de março e foram recebidas 51 propostas, de 15 empresas diferentes, dentre elas, relevantes players da indústria do gás mundial. A previsão de conclusão desta etapa é final de abril.

Sistema multicamadas traz segurança e economia de tempo e custos nas obras

Uma tecnologia que torna mais segura e econômica a construção de uma rede de gás natural foi apresentada na última semana em um evento promovido pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas) em parceria com a Associação dos Dirigentes do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR). Trata-se do sistema de tubos multicamadas para uso em instalações a gás natural. Engenheiros, projetistas e empresários da construção civil participaram das palestras técnicas. "É uma tecnologia recente, que reduz tempo e custos de obra, já bastante utilizada em outros Estados, como São Paulo, e que vem ganhando espaço no Paraná por apresentar uma série de vantagens", explica Alexandre Gonçalves, engenheiro da Compagas.

Foto: Divulgação site BOPaper

 

Indústria de papel é a primeira do município a contar com o combustível da Compagas

O gás natural, uma fonte de energia limpa, eficiente, econômica e segura, chegou a Arapoti. A partir deste mês de março, o município paranaense passa a contar com as vantagens do combustível fornecido pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas). O início de fornecimento à indústria B.O. Paper – unidade produtora de papeis para publicações – na primeira quinzena do mês representa o avanço do uso do gás natural em outras regiões do Paraná. “Temos a missão de ampliar o fornecimento no Estado e a chegada do gás natural em Arapoti significa um novo marco no processo de expansão e na abertura de novos mercados para a atuação da Compagas”, explica Rafael Lamastra, diretor-presidente da Companhia.

Compartilhar