sobre_gn_1.png

Notícias

Diretor-presidente da Compagas, Rafael Lamastra Jr., que assumiu presidência do Conselho de Administração da Abegás, defende a ampliação e o estímulo ao setor de gás natural no país

 

A Compagas (Companhia Paranaense de Gás) anuncia a redução na tarifa do gás natural canalizado no Paraná. Na média, os valores das tarifas foram reduzidos em 11,27%.

 

O setor industrial, que responde por mais de 85% do volume distribuído pela Companhia, conta com uma redução média na tarifa de 11,41%; e o Gás Natural Veicular (GNV) terá uma queda de 13,29%. “A redução das tarifas do gás natural é fruto de um trabalho que vemos como medida fundamental para fomentar a retomada das atividades econômicas no Estado do Paraná, em especial das indústrias paranaenses e dos consumidores finais, como é o caso dos frotistas e motoristas de táxis e aplicativos que utilizam o gás natural no seu dia a dia”, afirma Rafael Lamastra Jr., diretor-presidente da Compagas.

 

A redução na tarifa atinge também os clientes do mercado urbano. Para o comércio, a redução média é de 8,32%, e para o residencial, o desconto pode chegar a 7,15%.

Durante encontro do Conselho Temático de Infraestrutura-MPP, presidente da Companhia traçou metas do setor: ampliação da rede de transporte, maior número de supridores e redução no preço do gás natural

 

“Enquanto paranaenses, devemos ter consciência que a privatização da Compagas é o que garantirá melhor oferta de preços à população e à indústria”. Com essa fala, o diretor-presidente da Compagas (Companhia Paranaense de Gás), Rafael Lamastra Jr., sintetizou o norte da distribuidora de gás canalizado para os próximos meses. Durante reunião virtual do Conselho Temático de Infraestrutura-MPP - do Movimento Pró-Paraná - nesta terça-feira (28), o executivo, que também é vice-presidente do Conselho de Administração da Abegás (Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado), traçou um cenário otimista para o gás natural no Paraná: em 2020, a previsão é de equilíbrio das contas da Companhia, já focando no processo de desestatização.

Debate do LIDE Talks Paraná promove discussão sobre as novas fontes de energia de baixa emissão e sua importância para o desenvolvimento econômico e sustentável da indústria. Em particular, sobre o potencial do Paraná em ser um expoente na geração de energia.

 

Termo de compromisso prevê estudos de fontes e alternativas de suprimento para o estado.

 

Compartilhar

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho do nosso site e oferecer uma experiência de navegação mais personalizada. Se você continuar a navegar neste site ou fechar esta mensagem sem modificar as definições do seu navegador, os cookies continuarão ativos. Saiba mais sobre cookies e como alterar as configurações do seu computador, acessando nosso Termo de Privacidade.