sobre_cpg_1.png

Notícias

Diretores das cinco concessionárias de distribuição de gás natural canalizado que atuam nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e que são atendidas pelo GASBOL reúnem-se nesta quarta-feira (3/4), em Campinas (SP), para a análise preliminar das propostas recebidas na Chamada Pública para aquisição de gás natural. O prazo de entrega das propostas terminou no dia 29 de março e foram recebidas 51 propostas, de 15 empresas diferentes, dentre elas, relevantes players da indústria do gás mundial. A previsão de conclusão desta etapa é final de abril.

Sistema multicamadas traz segurança e economia de tempo e custos nas obras

Uma tecnologia que torna mais segura e econômica a construção de uma rede de gás natural foi apresentada na última semana em um evento promovido pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas) em parceria com a Associação dos Dirigentes do Mercado Imobiliário do Paraná (Ademi/PR). Trata-se do sistema de tubos multicamadas para uso em instalações a gás natural. Engenheiros, projetistas e empresários da construção civil participaram das palestras técnicas. "É uma tecnologia recente, que reduz tempo e custos de obra, já bastante utilizada em outros Estados, como São Paulo, e que vem ganhando espaço no Paraná por apresentar uma série de vantagens", explica Alexandre Gonçalves, engenheiro da Compagas.

Foto: Divulgação site BOPaper

 

Indústria de papel é a primeira do município a contar com o combustível da Compagas

O gás natural, uma fonte de energia limpa, eficiente, econômica e segura, chegou a Arapoti. A partir deste mês de março, o município paranaense passa a contar com as vantagens do combustível fornecido pela Companhia Paranaense de Gás (Compagas). O início de fornecimento à indústria B.O. Paper – unidade produtora de papeis para publicações – na primeira quinzena do mês representa o avanço do uso do gás natural em outras regiões do Paraná. “Temos a missão de ampliar o fornecimento no Estado e a chegada do gás natural em Arapoti significa um novo marco no processo de expansão e na abertura de novos mercados para a atuação da Compagas”, explica Rafael Lamastra, diretor-presidente da Companhia.

Conforto, praticidade e segurança são outros atributos que levaram mais de 4 mil consumidores a optar pelo combustível em 2018

 

Uma economia de até 30% na conta de gás. Essa é a proposta da Companhia Paranaense de Gás (Compagas) para o consumidor residencial em Curitiba. “Além da economia, o uso do gás natural oferece mais espaço aos condomínios, já que não é necessário espaço para tanques ou cilindros de combustível, mais comodidade, além de fatura individual de consumo e segurança”, destaca o gerente de vendas da Companhia, Justino Pinho.
            
O custo mais baixo na conta já é algo comprovado por quem utiliza o combustível. Há pouco mais de um ano, o síndico Valdemar Zanette sugeriu a conversão para o gás natural e os moradores do condomínio aprovaram a troca. "Eles me relatam que estão tendo uma grande economia com a conta de gás. Além disso, temos mais espaço no condomínio e não precisamos nos preocupar se o gás está acabando", explica Zanette.
 
Tais vantagens são comprovadas pelos números registrados pela empresa em 2018. No ano que passou, mais de 4 mil unidades residenciais iniciaram o consumo de gás natural para as principais atividades do dia a dia. A Companhia encerrou o ano com o atendimento a um total de 43,1 mil consumidores neste segmento, que juntos consumiram cerca de 30 mil m³/dia do combustível. De janeiro a dezembro, 114 empreendimentos passaram a utilizar o gás natural e, ao todo, são 956 edifícios que já utilizam o combustível no Paraná.
 
Compagas na Rua
 
Com peças que destacam algumas das principais vantagens do gás natural, a Compagas lança neste mês de fevereiro a campanha publicitária "Compagas na Rua". A primeira região a ser contemplada será a do Batel, em Curitiba. "Vamos desenvolver ações onde já temos rede de gás natural a fim de captar mais clientes e ampliar o volume distribuído, levando os benefícios do gás natural para um número cada vez maior de paranaenses", explica Patricia Alberti, Gerente de Marketing da Compagas.
 
Assinada pela Vivas Comunicação, a campanha ressalta a economia de até 30% na conta de gás e reforça outros atributos do combustível, como o faturamento individual e o fornecimento contínuo, que elimina a preocupação do consumidor com estoque de combustível, além de dispensar a necessidade de um local para o armazenamento de botijões de gás.
 
A ação será realizada com distribuição de materiais gráficos em determinados endereços, além de feiras gastronômicas da região, e também por meio da veiculação de anúncios em jornais específicos, mídias digitais e mobiliário urbano.
 
 

Sobre a Compagas  

Concessionária responsável pela distribuição de gás natural no Estado do Paraná. Empresa de economia mista, tem como acionista majoritária a Companhia Paranaense de Energia – Copel, com 51% das ações, a Gaspetro, com 24,5% e a Mitsui Gás e Energia do Brasil, com 24,5%. Em março de 2000, a empresa passou a ser a primeira distribuidora do Sul do país a fornecer o gás natural aos seus clientes, com a inauguração do ramal sul do gasoduto Bolívia – Brasil (Gasbol). Atualmente, a Compagas conta com mais de 43 mil clientes dos segmentos residencial, comercial, industrial, veicular e geração de energia elétrica e está presente em 16 municípios: Araucária, Curitiba, Campo Largo, Balsa Nova, Palmeira, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Colombo, Quatro Barras, Fazenda Rio Grande, Pinhais, Campina Grande do Sul, Paranaguá, Londrina, Carambeí e Castro.
 

Data final para o envio de propostas é 29 de março de 2019

O prazo de apresentação de propostas da chamada pública coordenada para aquisição de gás natural por concessionárias das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil foi prorrogado. Os interessados agora têm até o dia 29 de março de 2019 para encaminhar as propostas, conforme indicado nos editais disponíveis nos sites das companhias.

A prorrogação foi motivada por diversos pedidos de esclarecimentos feitos por potenciais proponentes e por solicitações de adiamento do prazo. Como o objetivo da chamada pública é proporcionar o maior número possível de ofertantes visando estimular o mercado para o suprimento de gás natural, as distribuidoras decidiram adiar a data final para entrega de propostas.

Compartilhar