sobre_gn_1.png

Compagas alerta que a conversão de veículos deve ser realizada somente em oficinas credenciadas pelo Inmetro; Inspeção deve ser realizada anualmente.

 

 

 

Com as altas nos preços dos combustíveis, o Gás Natural Veicular (GNV) se apresenta ao consumidor como um combustível mais vantajoso, principalmente para aqueles que percorrem grandes distâncias diariamente. Com os atuais preços*, motoristas que abastecem na capital paranaense com o GNV chegam a ter uma economia de até 53% se comparado ao etanol e de 45% quando comparado à gasolina. Isso se deve ao fato de que além do menor preço no abastecimento, com um metro cúbico (m³) de GNV é possível rodar mais quilômetros do que com um litro de etanol ou gasolina.

Essas vantagens têm incentivado o consumo de GNV no Paraná. Em julho, a Companhia Paranaense de Gás (Compagas) registrou crescimento de 9,6% no volume distribuído ao segmento. “Foi o melhor resultado do setor desde o início da pandemia da COVID-19. Esse movimento de retomada no consumo reflete o reaquecimento da economia e também a maior procura pelo GNV principalmente pelas vantagens competitivas que ele oferece ao consumidor”, destaca o gerente comercial da Compagas, Mauro Melara.

Hoje a frota que utiliza o combustível no estado é de, aproximadamente, 37,5 mil veículos. Além da redução no custo por quilômetro rodado, no Paraná, os usuários de GNV contam com 70% de desconto no valor do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) - enquanto para carros não convertidos ao GNV o tributo é de 3,5% do valor do veículo, para os automóveis convertidos o IPVA é de somente 1% do valor do carro. Outras vantagens competitivas que o GNV apresenta são a redução na emissão de poluentes e a segurança, pois além de não ser possível adulterar o gás natural, ele é de fácil dispersão na atmosfera em caso de vazamentos. E por ter a queima mais limpa que a da gasolina, álcool e diesel, o GNV é menos poluente.

SEGURANÇA - Qualquer veículo pode ser convertido para o GNV, mas para garantir a segurança no uso do combustível algumas recomendações devem ser seguidas. A Compagas orienta que os motoristas façam a conversão dos veículos somente em oficinas credenciadas pelo INMETRO. No Paraná, atualmente 15 oficinas estão aptas a fazer a instalação do kit GNV. “Importante também ressaltar que o usuário nunca deve substituir o cilindro por outro reservatório, como botijões de gás de cozinha ou diferentes tanques de ar comprimido. Isso porque os cilindros de GNV são projetados e testados para armazenamento em alta pressão e a suportam com segurança, à medida que outros tipos de cilindro não”, afirma Melara.

O momento do abastecimento também requer cuidados por parte do usuário. Orientações cabíveis a abastecimentos com outros combustíveis devem ser tomadas, como desligar o motor, rádio, faróis e acessórios elétricos; não utilizar o telefone celular ou outros aparelhos eletrônicos; não fumar no local e sair do veículo. Ainda, durante o abastecimento de GNV, que deve ser feito somente por pessoas autorizadas, o porta-malas e o capô do carro precisam permanecer abertos. “Importante lembrar que nunca se deve tentar transferir GNV de um cilindro para outro. Ainda, recomendamos que, após a instalação do kit GNV e a cada 12 meses após a conversão, os veículos passem por uma inspeção, que garante a segurança do veículo por meio da emissão do Certificado de Segurança Veicular (CSV) e do selo de inspeção”, finaliza Melara.

 

(*) Para o cálculo de economia, foi utilizado o preço médio dos combustíveis pesquisado pela COMPAGAS em postos de Curitiba e Região Metropolitana. Foram considerados os seguintes preços: GNV: R$ 4,418 / m³, Etanol: R$ 4,672 / L, Gasolina comum: R$ 5,692 / L.

Utilizamos cookies para melhorar o desempenho do nosso site e oferecer uma experiência de navegação mais personalizada. Se você continuar a navegar neste site ou fechar esta mensagem sem modificar as definições do seu navegador, os cookies continuarão ativos. Saiba mais sobre cookies e como alterar as configurações do seu computador, acessando nosso Termo de Privacidade.