imgdefault.png

Edifícios localizados em diversos bairros da capital passarão a utilizar o combustível canalizado no lugar do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP)

 

(Curitiba, 11 de abril de 2018) Os últimos contratos firmados pela equipe de vendas da Compagas somam mais 222 residências paranaenses com gás natural. Ao todo, oito edifícios localizados em Curitiba contarão com o combustível canalizado para atividades de cocção e aquecimento nas unidades domiciliares e nas áreas comuns dos empreendimentos, como em salões de festas, zeladorias e churrasqueiras.

Os novos clientes são: Edifício Village Doro e Belize, localizados no bairro Água Verde, Edifício Saint Maurice, instalado no Bacacheri, Edifício Comendador e Miró Rebello, ambos no Centro da capital, Edifício Greenpark, no Cabral, Edfício Green Valley, no Mossunguê, e Edifício Saint Germain, no Batel. Estes condomínios são edifícios já habitados que passarão pelo processo de conversão do uso do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para o uso do Gás Natural.

Todos os empreendimentos serão atendidos pela rede de distribuição de gás natural da Compagas e o início de fornecimento aos empreendimentos será de acordo com as obras de ligação dos empreendimentos à rede e conforme previsão em contrato.

Entre as principais vantagens do gás natural para os clientes residenciais estão a economia, a praticidade e a comodidade. O gás natural também apresenta maior segurança, por apresentar densidade específica menor que a do ar, em casos de vazamento, a sua dispersão na atmosfera é mais rápida, reduzindo os riscos de acidentes. Além disso, o fornecimento contínuo elimina a preocupação do consumidor com estoque de combustível e não é preciso destinar um local do edifício para armazenar botijões de gás, o que otimiza as áreas comuns dos condomínios, e reduz o trânsito de caminhões que atrapalham o trânsito e os moradores. A Compagas ainda dispõe do serviço de débito automático nos bancos Itaú, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa Econômica e Santander. Para mais informações sobre o uso do gás natural no segmento residencial, acesse http://compagas.com.br/index.php/residencial