industrial3.png

Notícias

Dom da Pasta Massas e Carnes e Olivença Tapas, na Mercadoteca, utilizarão combustível para cocção de alimentos

 

O gás natural fornecido pela Compagas estará em breve em mais dois estabelecimentos comerciais de Curitiba. Na última semana, o restaurante Dom da Pasta Massas e Carnes e o Olivença Tapas fecharam contrato com a Companhia no processo de cocção de alimentos.

Três condomínios residenciais utilizarão o combustível para atividades de cocção e aquecimento; áreas comuns dos condomínios também terão o gás natural

 

Três condomínios residenciais localizados nos bairros Água Verde e Bigorrilho, em Curitiba, assinaram contrato com a Compagas para uso do gás natural. No total, 120 apartamentos dos Edifícios Meridian Residence, Miriam e Mont Blanc Residence contarão com o combustível para as atividades de cocção e aquecimento (uso em fogões e aquecedores). Áreas comuns dos empreendimentos, como salão de festas e cozinha dos funcionários, também serão abastecidas com o gás natural.

76 apartamentos contarão com o gás natural para atividades de cocção e aquecimento; áreas comuns dos condomínios também terão o combustível

 

76 apartamentos dos Edifícios Pegaso e Guaeca, localizados nos bairros Alto da Glória e Centro, respectivamente, em Curitiba, terão o fornecimento de gás natural. Os condomínios fecharam contrato com a Compagas para uso do combustível nas atividades de cocção e aquecimento (uso em fogões e aquecedores) em todas as unidades domiciliares e também nas áreas comuns dos edifícios.

Instituição médica utilizará o combustível canalizado em fogões e fornos, nos aquecedores e na lavanderia

 

A Compagas vai fornecer gás natural canalizado para o Hospital Geral Unimed de Ponta Grossa. A instituição médica, localizada no bairro Estrela, utilizará o combustível em fogões e fornos, nos aquecedores e na lavanderia. A previsão é que o início do fornecimento se dê em um prazo de 120 dias.

Economia chega a 46% em relação ao etanol e gasolina

 

O anúncio do aumento da tributação sobre os combustíveis teve efeito imediato nas bombas dos postos de gasolina do Paraná. Em Curitiba, o preço da gasolina nas duas últimas semanas subiu até 70 centavos em alguns casos. Os valores do litro do etanol e do diesel também sofreram alteração e quem tem o veículo convertido para o Gás Natural Veicular (GNV) acaba economizando ainda mais na hora de abastecer.

Compartilhar